Operação Big Hero

Operação Big Hero (Big Hero 6). (Animação/Ação/Aventura/Comédia);Dubladores: Robson Kumode, Márcio Araújo, Fiorella Matheis, Marcos Mion, Robson Nunes, Carlos Seidl; Diretores: Don Hall, Chris Williams; Roteiristas: Jordan Robert, Daniel Gerson, Robert L Baird; EUA, 2014. 102Min.

Baseado na história em quadrinhos da Marvel, “Operação Big Hero”, dos estúdios Disney, é uma animação cômica de ação e aventura ambientada na cidade imaginária de  San Fransokyo, uma junção de São Francisco com Tóquio, que junta as culturas japonesa da robótica e dos heróis Nerds com a tecnologia Disney no gênero.

Operação-Big-Hero-Personagens-revelados-capa

É a história da aventura de Hiro Hamada (Robson Kumode), um pequeno gênio da robótica de 14 anos, que cria pequenos robôs de combates para lutas clandestinas. Até ser apresentado ao professor Callaghan (Leonardo Camelo) e sua equipe, na universidade em que o irmão Tadashi Hamada (Felipe Grinnan)  estuda, e conhecer a sua  mais nova criação,  o robô Baymax (Marcio Araújo), um atendente médico pessoal, hilário, atencioso e aconchegante. A partir da morte do irmão, Hiro se junta aos  amigos do laboratório para descobrir seu assassino e detê-lo em sua ambição por poder.

operacaobighero6s (2)

A animação, além de ser engraçadíssima, é uma aventura adolescente que trabalha a perda, a assertividade, a solução de problemas e o conceito filosófico de ponto de vista, a união, o uso de potencialidades diferentes dos indivíduos e, tudo isso, costurado pelo afeto. A produção custou Us$165.000.000, o mesmo que Interestellar de Christopher Nolan, e foi indicada ao Globo de Ouro 2015 na categoria melhor animação.  Dirigida por Don Hall  de “O ursinho Pooh” e Chris Williams de “Bolt” pelo qual foi indicado ao Oscar 2009, o longa faz ainda uma homenagem a Stan Lee, pai de muitos super heróis da Marvel e da personagem de Fred/Fredzilla (Marcos Mion), na trama, e dublador de si mesmo (na versão original).

big-hero-six-banner-2

Uma obra para crianças, adolescentes e para os adultos que os acompanham e, quiçá, educadores. Já que nas cores,  descansos de atenção e demonstração de afeto,  contempla os menorezinhos; nos aspectos de trabalho em equipe e usos de potencialidades, aos adolescentes; e na filosofia do ponto de vista acerta em cheio nos adultos. Só tem um probleminha, é longo demais, 102 minutos cansa a atenção dos mais novos e não tem roteiro para tanto tempo, tudo poderia ser bem resolvido em 80 minutos e deixar todo mundo feliz.

operação-big-hero-6

Mas, independente de qualquer coisa é uma boa opção para as férias da galerinha e para diversão dos demais. A versão disponível no circuito é a dublada, por razões obvias, a velocidade de leitura dos picorruchos. E na tecnologia, também está disponível em 3D.

 

About Sonia Rocha

Crítica Cinematográfica, Professora de Filosofia e História, Mestre em Educação (UERJ) e Pesquisadora de Cinema e Educação.
Video | This entry was posted in crítica cinematográfica and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s