Bata Antes de Entrar

Bata Antes de Entrar (Knock-Knock). (Thriller); Elenco: Keanu  Reeves, Lorenza Izzo, Ana de Armas; Direção: Eli Roth; Chile/USA, 2015. 99 Min.

É, parece que Keanu Reeves vive seu inferno astral em relação a emplacar um filme de sucesso com as competências de “Matrix” dos irmãos Wachowski e “Constantine” (2005) de Francis Lawrence. Em 2013 fez “47 Ronins” uma produção sobre uma lenda japonesa, em que sua atuação não teve nada de especial que marcasse ou que qualquer um não pudesse fazer,  em 2014, o vazio “De volta ao Jogo” com muitos socos, pontapés e pouca história. Este ano a aposta é com Eli Roth – cineasta e roteirista respeitado na seara do terror – estrelando um filme que está no limbo em entre pornô soft e uma paródia de terror e suspense.

bataantesdeentrar_1

A história consiste em: duas meninas, Gênesis (Lorenza Izzo) de “Canibais” (2013) e Bel (Ana de Armas) de “Por um Puñado de Besos” (2014) estão perdidas numa noite chuvosa em um condomínio de luxo, e resolvem bater na casa de Evan (Keanu Reeves) e pedir para usar o telefone para chamar um táxi. Evan é um homem casado cuja família saiu de férias. Resumindo ele ajuda as meninas e se dá mal. Os nós da rede que compõem a trama são homem casado fiel e duas meninas más com distúrbios psicológicos de infância.  O filme é uma versão moderna do livro “Death Game” de  Anthony Overman e Michael Ronald Ross de 1977, roteirizado pelos chilenos Nicolás Lopez  de “Mis Peores Amigos…” (2013) e Guilhermo Amoedo de “Canibais” (2013) juntamente com Eli Roth, que brincam com os conceitos antropológicos de monogamia, felicidade, com a fragilidade feminina, com os medos das vítimas e joga com seus temores. Mas no âmbito cinematográfico também faz piada com os momentos de tensão e desfaz toda a expectativa de alguma coisa dar certo, faz referências a Hitchcock em alguns takes,  e a “Furyo, em Nome da Honra” (1983), dentre outros, numa paródia desconcertante.

475549.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Quem pensa que vai assistir ao Eli Roth de ” O Albergue” I e II, com o Keanu Reeves de brinde, possivelmente, perderá a viagem. O filme tem uma iluminação de filme família/infantil, muita claridade e muita dissonância proposital como a trilha sonora, por exemplo. E já que Evan, além de arquiteto é DJ, as músicas inseridas dão um tom de comédia. É uma salada feita para ganhar o vil metal, pois Roth é um excelente diretor e roteirista e trabalha primorosamente com bons argumentos e conexões excelentes. A assinatura de Roth chama seus fãs e a estampa de Keanu Reeves idem.

imagens

“Bata Antes de Entrar” é uma tirada de  sarro com o gênero terror/suspense e um chiste com a manutenção dos valores familiares e a falsa gentileza, digamos que é um tapa esquizofrênico na hipocrisia. Os roteiristas fizeram tudo isso brincando, no melhor estilo pastelão e ainda debocharam dos complexos psicanalíticos. Mas nem tudo é tão ruim assim. Para quem viu Keanu Reeves Bater horrores no “De Volta ao Jogo” vê-lo apanhar de ninfetas não é nada mau. Numa palavra? Medíocre.

bata-antes-keanu-reeves

Advertisements

About Sonia Rocha

Crítica Cinematográfica, Professora de Filosofia e História, Mestre em Educação (UERJ) e Pesquisadora de Cinema e Educação.
This entry was posted in crítica cinematográfica and tagged , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s