Os 33

Os 33 (Los 33). (Drama); Elenco: Antônio Banderas, Juliette Binoche, Rodrigo Santoro, Gabriel Byrne; Direção: Patrícia Riggen; Chile, 2015. 145 Min. #FestivalDoRio2015

O filme de Patricia Riggen conta a história da tragédia do soterramento de 33 mineiros numa mina em Capiapó, no deserto do Atacama, Chile, ocorrido em 2010. No formato ficção o roteiro é baseado no relato dos mineiros e de seus familiares.

os33_2

Soterrados a 700m abaixo do nível do mar, 33 mineiros liderados por Mário Sepúlveda (Antônio Banderas) ficaram alojados num compartimento da mina chamado refúgio, aguardando por resgate. Enquanto isso o ministro da energia Laurence Golborne (Rodrigo Santoro), o engenheiro Andre Sougarret (Gabriel Byrne), procuravam uma solução para situação, realizando todas as tentativas possíveis. O caso foi acompanhado, na época, pelo mundo todo. Logo, todos conhecemos seu desfecho e o sabemos ter sido bem sucedido, mas a graça do filme está nos detalhes que partiram dos relatos cotidianos de seus atores da vida real, os próprios mineiros, e no cuidado em transpor isso para a película.

650x375_33_1547634

O roteiro foi escrito a oito mão cuidadosas, por José Riveira de “Na Estrada” (2012); Mikko Alanne de “5 Dias de Guerra” (2010); Craig Borten de “Clube de Compras Dallas” (2013) e Michael Thomas de “Piratas do Rock” (2009) e dirigido  com rigor de detalhes por Patrícia Riggen de “Sob a Mesma lua” (2007). A História em si já é sine qua non, com a trilha sonora do saudoso James Horner (1953-2015) de “Titanic” (1997) e “Avatar” (2009) a tensão é aflorada e as emoções  de congraçamento são superpotencializadas, de tal forma, que é como se não soubéssemos seu desfecho.

os33-640x330

“Os 33” funciona muito bem como um blockbuster no estilo catástrofe com final feliz, até porque, além de ter um roteiro muito bem construído tem o Antônio Banderas e o Rodrigo Santoro para fã nenhuma reclamar. Mas nem tudo são flores, um filme que retrata um resgate histórico num pais de língua hispânica e cujo nicho – a mineração – é uma de suas características econômico-culturais, retratados inclusive por Neruda, optar por ser versado em inglês, destoou feio. Mas, ainda vale a ingresso.

Mineiros resgatados no Chile

Mineiros resgatados no Chile

  • Festival do Rio 2015 – Mostra Panorama do Cinema Mundial

About Sonia Rocha

Crítica Cinematográfica, Professora de Filosofia e História, Mestre em Educação (UERJ) e Pesquisadora de Cinema e Educação.
This entry was posted in crítica cinematográfica and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s