Visões do Passado

Visões do Passado (Backtrack). (Mistério/Thriller); Elenco: Adrien Brody, Sam Neill, Robin Mcleavy, Chloe Bayless; Direção: Michael Petroni; Austrália, 2015. 90 Min.

Filme de suspense estrelado pelo oscarizado Adrien Brody, “Visões do Passado” versa sobre as sequelas de bloqueios psicológicos oriundos de traumas, com uma narrativa cheia de clichês do gênero, mas que, ao longo da exibição, vai prendendo a atenção do espectador e ao fim se apresenta uma história interessante.

visoesdopassado_Banner-678x344

Peter Bower (Adrien Brody) é um psicanalista que, conscientemente, está em processo de recuperação da perda da filha Evie (Emma O’Farrell) num trágico acidente. E associa o fato a uma punição do passado, esse bloqueado psicologicamente. Tudo vem à tona quando descobre que seus pacientes enviados pelo colega de trabalho Duncan Stewart (Sam Neill) estão mortos, e todos morreram no mesmo dia com diferença de horas. Peter então, decide retornar à sua cidade natal, para a casa do pai, e começar a investigar o próprio passado.

093173

“Backtrack” (no original) segue os passos de um tratamento psicanalítico em que o paciente, em busca da cura, mergulha dentro de si procurando resolver sua próprias questões e desbaratar os nós dos traumas. A narrativa da trama segue o mesma linha de tempo, do presente para o passado, num caminho reverso que faz lembrar  “Amnésia” (2000) de Christopher Nolan. Os destaques vão para atuação de Adrien Brody, para a trilha sonora de Dale Cornelius de “The Doctor Blake Mysteries (2013) e para a edição de Luke Doolan de “O Presente” (2015) e Martin Connor de “Uma Longa Viagem” (2013), que possibilita a fôrma da história, com as idas e vindas de memórias.

Backtrack_Image4

Em relação a Michael Petroni, é seu segundo longa-metragem para o cinema como diretor, e é mais conhecido como  roteirista. Foi ele quem roteirizou “A Menina que Roubava Livros” (2013); “As Crônicas de Nárnia: A Viagem do Peregrino da Alvorada” (2010) e escreveu “O Ritual” (2011) estrelado por Anthony Hopkins. Já na produção australiana “Visões do Passado” ele fez os dois: dirigiu e roteirizou.

resenhavisoesdopassado4

Resumindo “Backtrack” é um filme com uma história inteligente que usa e abusa dos clichês do gênero. Logo, agrada ao público que curte suspense tanto os que gostam de sustos fáceis quanto os que gostam de uma boa história, que neste aspecto está bem no estilo “Freud explica”. Aprazível!

Advertisements

About Sonia Rocha

Crítica Cinematográfica, Professora de Filosofia e História, Mestre em Educação (UERJ) e Pesquisadora de Cinema e Educação.
This entry was posted in crítica cinematográfica and tagged , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s