Nerve: Um Jogo Sem Regras

Nerve: Um Jogo Sem Regras (Nerve) (Aventura/Crime/Mistério); Elenco: Emma Roberts, Dave Franco, Miles Heizer; Direção: Henry Joost e Ariel Schulman; USA, 2016. 96 Min.

Numa versão atualizada de “Maze Runner” o longa-metragem dirigido por Henry Joost  e Ariel Schulman é uma adaptação do livro homônimo de Jeanne Ryan que apresenta um jogo virtual divido entre  jogadores e observadores. Traz para a reflexão a quebra de fronteiras entre o virtual e o ‘real’ e do que somos capazes por fama, pelo vil metal e revestidos do anonimato. Tudo isso no contexto cotidiano da nova geração plugada. Sem intenção de criação de juizo de valor “Nerve: Um Jogo Sem Regras” nos leva para um passeio por três dimensões: a real, a virtual e o submundo da virtualidade, abordando a questão relativas a criação de identidade  e responsabilidade.

231568.jpg-c_215_290_x-f_jpg-q_x-xxyxx

Roteirizado por Jessica Sharzer de “O Silêncio de Melinda” (2004) o longa é um recorte de tempo na vida de Vee (Emma Roberts), uma menina comum, sem grandes atributos que a torne popular, e que a partir de uma decepção decide apimentar sua vida insossa e se cadastra num jogo virtual que cria ranking de popularidade de acordo com o cumprimento de tarefas bizarras. Numa dessas tarefas cruza seu caminho Ian (Dave Franco) e a dupla se torna os queridinhos dos observadores. O casal cria sensação elevando os acessos e alimenta invejas e armistícios, não pela felicidade, mas pela gama de seguidores que angariam e de valores monetários que acumulam.

Um-jogo-sem-regras-trailer-b

“Nerve: Um Jogo Sem Regras” divide o mundo em três dimensões: o ‘real’, o virtual e submundo do virtual que se misturam. Comandados por uma entidade algorítmica o jogo conecta jogadores em múltiplas possibilidades de interação traçando um emaranhado complexo de histórias que possuem interseções. E faz dos observadores verdadeiros Césares decidindo quem vive e quem morre no melhor estilo “Big Brother” em tempo real e deixa “Jogos Vorazes” e “Maze Runner” no chinelo em relação à tensão e ao suspense.

065912.jpg-r_640_360-f_jpg-q_x-xxyxx

O longa da dupla Joost e Schulman de “Atividade Paranormal” 3 e 4 é um passeio pela mentalidade dos novos tempos  e um mapa da nossa insanidade. O diagnóstico de que alguma coisa nos falta, ou de que transcendemos a parca vidinha real. O filme em sua proposta não produz juizo de valor, não emite lição de moral ou se proposita a ensinar qualquer coisa. Apenas disserta sobre o que já acontece no cotidiano de  adolescentes e jovens exponencializando questões e refletindo sobre o que e quem somos, a coragem que temos de cometer atrocidades por trás de um pseudônimo e faz uma ovação ao empoderamento do indivíduo sobre si mesmo  deixando RPG na pré-história. Com um viés bastante adolescente chama a galera para uma reflexão sobre ética sem dar lição de moral.

Nerve-Um-Jogo-Sem-Regras-trailer

Tecnicamente o filme chama a atenção para a fotografia e para trilha sonora. Michael Simmonds (LunchBox, 2013) trabalha com sobreposição dos dois suportes: o cinema e a tela do computador, e no olhar, com o do espectador e do Algorítimo Nerve que cria uma sensação de poder interessante. Na trilha sonora Rob Simonsen  de “Foxcatcher” (2014) embala o espectador num ritmo technos e se multifaceta indo de Roy Orbinson (You Got It) a The Skyliners (Since I dont Have You“), dando uma sensação gostosa de participação.

218400.jpg-r_1280_720-f_jpg-q_x-xxyxx

“Nerve” (no original) é uma versão menos profunda e pé no chão de “Matrix” em que se busca o tempo todo o que está por trás de tudo e a resposta é sensacional. O filme é uma boa pedida para adolescentes (a partir dos 13), pais, pedagogos, psicólogos e afins. “Nerve”é uma belíssima sacada para fazer pensar sobre responsabilidade e identidade.

306028.jpg-r_640_360-f_jpg-q_x-xxyxx

 

Advertisements

About Sonia Rocha

Crítica Cinematográfica, Professora de Filosofia e História, Mestre em Educação (UERJ) e Pesquisadora de Cinema e Educação.
This entry was posted in crítica cinematográfica and tagged , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s