Lion: Uma Jornada para Casa

Lion: Uma Jornada para Casa (Lion) (Drama); Elenco: Sunny Pawar, Abhishek Bharate, DevPatel, Rooney Mara, Nicole Kidman, David Wenham; Direção: Garth Davis; Austrália/EUA/Reino Unido, 2016. 118 Min.

“Lion: Uma Jornada para Casa” é uma produção australiana, Indicada a 6 Oscars e que conta uma história real. Ambientado na Índia da década de 80 e baseado no livro “A long Way Home” de Saroo Brierley, o filme é engajado na campanha por crianças desaparecidas naquele país. “Lion” (no original) é uma mistura de painel das castas hindus com merchandising do Google Maps. Mas, traz para a conversa o amor adotivo e a necessidade do conhecimento das origens.

2423_capa

Saroo (Sunny Pawar) é um menino de 5 anos da casta pária que se perde de seu irmão Gudu (Abhishek Bharate) e vai parar em Calcutá. Recolhido à uma instituição é dado para adoção a um casal da Tasmânia, Sue (Nicole Kidman) e John (David Wenham). Lá vive outra realidade, se ambienta, se socializa numa outra cultura e vinte e cinco anos depois decide procurar sua família biológica. As remetências de memória de Saroo são belíssimas: a atenção do irmão, o doce Jabile e outras. O diretor Garth Davis e o roteirista Luke Davies seguem o viés da memória, da saudade e dos elos emocionais e culturais para contar essa história.

409904

Garth Davis é um diretor oriundo do nicho dos comerciais, talvez por isso, se explique o merchandising pesado do Google Maps (muito bem feito por sinal), esse é seu primeiro longa-metragem para o cinema. A história é bem contada e é emocionante. Porém do meio para o final empaca nos conflitos de Saroo sobre se procura ou não a família original dando um certo tédio. Luke Davies de “Life: Um Retrato de James Dean” (2015) faz uma boa costura da história do filme com o desaparecimento de milhões de crianças hindus, e ambos, (diretor e roteirista) transformam o filme num start para a campanha  sobre o fato.

filme-lion

A trilha sonora é potente e é assinada pelo alemão Volker Bertelmann de “Praia do Futuro” e Dustin O’Halloran de “Maria Antonieta” (2006). O filme recebeu 30 prêmios mundo afora incluindo roteiro adaptado e 72 indicações, 6 delas para o Oscar: melhores filme, ator e atriz coadjuvante – Denzel Washington e Viola Davis, respectivamente – roteiro adaptado, fotografia e musica original.

511732-jpg-r_640_600-b_1_d6d6d6-f_jpg-q_x-xxyxx

“Lion: Uma Jornada para Casa” é um filme mediano que por seu engajamento em campanha parece vitrine de causas sociais com as bençãos do Google. É, o cinema também serve para tal. No mais, “Lion”  é um bom filme de sessão da tarde.

Advertisements

About Sonia Rocha

Crítica Cinematográfica, Professora de Filosofia e História, Mestre em Educação (UERJ) e Pesquisadora de Cinema e Educação.
This entry was posted in crítica cinematográfica and tagged , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s