Nojoon, 10 anos, Divorciada

Nojoom, 10 anos, Divorciada (Ana Nojoom bent alasherah wamotalagah / I am Nojoom, age 10, Divorced) (Drama); Elenco: Rana Mohammed, Reham Mohammed, Adnan Alkhader; Direção: Khadija  Al-Salami; Yemen, 2014. 96 Min.

Primeira crítica do projeto ‘Plataforma Streaming”  “Nojoom, 10 anos, divorciada” é Inspirado na história de Nujood Ali, a primeira menina do Yemen a ir aos tribunais pedir divórcio. O longa foi escolhido pelo país para ser seu representante na corrida a uma vaga para disputar o Oscar 2017 . dirigido por  Khadija Al-Salami é um filme de ficção que versa sobre o choque cultural entre as tradições  do velho modelo de sociedade árabe com o novo mundo com novos costumes ancorados nos avanços do conhecimento sobre fisiologia, relações sociais e fases do desenvolvimento humano acumulado em séculos de produção de conhecimento. O cuidado com o qual a diretora teve na abordagem é  admirável. Os questionamentos são bem delineados evitando ferir dogmas culturais. Tendo em vistas muitos se ancorarem na religiosidade.

O filme conta a história de Nojoom (Rana Mohammed/ Reham Mohammed) filha de um homem simples de uma tribo do Yemen, que seguindo  os costumes faz um acordo de casamento da filha de 10 anos. Com aspectos sociais, culturais e da tradição muito bem trabalhados o longa-metragem tem a maestria de enfatizar as fases do desenvolvimento humano e os interesses naturais de uma menina, para que se perceba onde reside a violência. Diferente de “O Apartamento” de Ashgar Fahadi em que os aspectos culturais tradicionais que ruem são pincelados e deixados para o espectador fazer suas ilações, “Nojoom” os explica esmiuçadamente. Possivelmente, para não ferir aspectos da cultura que são tradições, normalmente, ligadas à religiosidade do povo. Khadija Al-Salami passeia pelas tradições com respeito e questiona com competência.

O filme ganhou o prêmio de melhor filme no Festival de Dubai 2014 e vem de uma diretora reconhecida pelo seu viés de abordagem de assuntos pertinentes ao mundo feminino. Com fotografia assinada por  Victor Credi de “Basra” (2008). “Nojoom, 10 anos, divorciada” pinta  um mosaico de lógicas que, vistas cada uma de seu lado todas são razoáveis, e é isso que faz a diferença na abordagem do filme. As razões de cada um são expostas e procedem.

Em suma, “Nojoom, 10 anos Divorciada” é um desfile de lógicas e um passeio pelo lugar da mulher na cultura árabe fechada. Um filme digno de ser visto com um olhar mais atento. Escrito e dirigido por uma mulher, expondo o olhar feminino sobre questões femininas e, como se não bastasse, dentro de uma cultura milenar. Ousada a moça!

  • O filme está disponível gratuitamente no Youtube em versão espanhola e na modalidade paga na versão legendada na mesma plataforma.
Advertisements

About Sonia Rocha

Crítica Cinematográfica, Professora de Filosofia e História, Mestre em Educação (UERJ) e Pesquisadora de Cinema e Educação.
This entry was posted in crítica cinematográfica, Plataforma Streaming and tagged , , , , . Bookmark the permalink.

One Response to Nojoon, 10 anos, Divorciada

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s